Veja como o tom de voz influencia o seu sucesso. Uma dúvida comum que observo nas palestras, treinamentos e empresas nas quais frequento é em relação ao tom de voz e a sua influência no sucesso profissional e no desenvolvimento da empatia no âmbito corporativo. Essa é uma preocupação importante não apenas para os cargos de liderança, mas para todos os colaboradores que lidam diariamente com outras pessoas, seja em reuniões, seja no convívio das tarefas.

É preciso entender que por meio dessa característica é que serão conferidos os sentidos das conversas e debates presenciados pela equipe. Caso algo se torne negativo, poderá comprometer o clima organizacional e gerar conflitos, o que não repercute bem para os resultados e nem para a imagem do negócio.

Pensando nisso, elaborei este conteúdo para você entender um pouco mais sobre o tema e compreender sobre a influência do tom de voz profissional para o sucesso dos colaboradores. Continue a leitura!

 

Veja como o tom de voz influencia o seu sucesso

 

O tom de voz na comunicação humana

Certamente você já presenciou alguma conversa na qual se viu perguntando: “mas por que está falando dessa maneira?”. Essa influência é causada justamente pelo tom de voz, que poderá transmitir a sensação de raiva, tranquilidade, paciência ou outros aspectos por parte do interlocutor.

No entanto, é importante que se diferencie o que é da própria característica da pessoa ou o que se refere àquela conversa especificamente. Há indivíduos, por exemplo, que têm uma voz mais grave. Nesses casos, mesmo quando estiver em situação corriqueira, terá uma presença mais firme em suas falas.

Até em situações como essas podem haver alterações, concorda? Ao apresentar um tema no qual aquela pessoa domina bastante, é possível identificar a segurança na defesa de suas ideias. Do contrário, um espectador mais atento conseguirá assimilar momentos de pausa e de incertezas no que está sendo dito.

Sendo assim, costumo afirmar que as palavras podem ser analisadas por seu conteúdo verbal e não verbal. O primeiro está relacionado ao seu aspecto semântico, enquanto o segundo, à interpretação da outra parte. Ou seja, pessoas distintas podem dizer a mesma frase mas com diferentes sentidos, o que pode influenciar na imagem profissional.

Isso facilmente pode ser observado em um e-mail. Existem situações que você pode interpretar alguma mensagem com grosseria, sendo que quem estava do outro lado apenas foi direto ao ponto, mas sem querer transmitir essa sensação. Porém, conforme percebido em todos esses exemplos, o tom de voz profissional deve ser muito bem analisado para que todos trabalhem em equipe de maneira harmoniosa e caminhem juntos para o sucesso do negócio.

O tom de voz no ambiente profissional

Afinal, como o tom de voz causa influência no ambiente profissional? Creio que, a partir das ideias já apresentadas por mim, já ficou um pouco claro sobre os principais impactos no dia a dia. A seguir, explicarei de maneira mais detalhada!

Equilíbrio do tom de voz

Inicialmente, gosto de abordar sobre a importância de manter um equilíbrio no tom de voz profissional. Imagine o seguinte contexto: há uma reunião em equipe para a análise de resultados, na qual você não concorda com as estratégias que vêm sendo adotadas pela liderança e pelos gestores. Qual das alternativas seguintes surtirá mais efeito para que as pessoas possam entender o seu ponto de vista e reconsiderarem as ações adotadas?

  1. Você explica suas ideias em uma fala rápida, alternando em ideias apresentadas em um tom de voz alto (quando explica os pontos que há discordâncias) e baixo (quando você não tem 100% de certeza no que é dito).

  2. De forma calma, você expõe seu ponto de vista, explica os dados analisados até então e não altera a entonação, respondendo aos possíveis questionamentos da mesma maneira inicial.

A resposta para o meu questionamento é bem simples, não é verdade? Elevar um pouco o tom pela empolgação da análise apresentada não é algo tão negativo, só tome cuidado para que não seja algo “gritado” e que incomode outras pessoas, dando a impressão de irritabilidade por explicar algumas informações.

Momento certo de dizer as coisas

Não se preocupe, não estou complicando sobre os cuidados que precisam ser tomados. Mas, além do tom de voz, é preciso também saber avaliar o momento certo para que as suas ideias sejam apresentadas. Interromper constantemente o seu colega ou não deixar que outra pessoa conclua um pensamento importante para o debate é algo bem negativo e que pode comprometer o bom andamento da reunião.

Caso você fale na hora errada, seus interlocutores não terão a mesma disposição para escutar. Sabe aquele instante que você deseja concluir algo que já estava sendo desenvolvido? Durante toda a interrupção, seu colega ficará justamente formulando esse final, fazendo com que seus objetivos comunicacionais não sejam cumpridos.

Respiração

Sim, a respiração tem uma influência significativa no tom de voz para a expressão de suas ideias, além de fazer com que os outros compreendam quem você é exatamente. Uma respiração mais calma, por exemplo, transmite o equilíbrio nos debates iniciados por você, enquanto aquela curta e rápida passa a sensação de ansiedade e angústia, o que não é tão positivo para seus objetivos em uma conversa.

Linguagem corporal

Para uma comunicação efetiva, é preciso aliar um tom de voz adequado com a linguagem corporal. De nada adianta manter tranquilidade em sua entonação se o seu corpo denunciar de alguma maneira, não é mesmo? Em um debate a dois, é essencial olhar nos olhos de seu colega, líder ou colaborador de sua equipe. É preciso entender que a comunicação não é apenas sobre o que vai falar, mas também sobre o que o outro interpretará.

Sendo assim, ao aliar uma forma adequada de proferir o seu discurso com gestual adequado, as chances de obter sucesso em seus debates e em manter um clima agradável tornam-se maiores. Em relação aos toques, sempre menciono sobre a importância de pesquisar e se preocupar com as diferenças culturais. Se fizer uma viagem de negócios internacional, não é adequado que encoste em outras pessoas e nem transmita aquela sensação de que é muito próximo, pois poderá surtir efeito contrário.

Até mesmo em um mesmo país ou empresa essa diferenciação existe. Em uma mesma organização, podem haver setores mais comunicativos e outros mais reservados e objetivos. Tenha atenção a esses pontos para não gerar nenhum tipo de constrangimento.

O treino para o tom de voz adequado

Depois de todas essas informações, você provavelmente está atrás de dicas para treinar o tom de voz. Não se preocupe! Selecionei algumas dicas que sempre ofereço em meus treinamentos e nas consultorias que presto.

Fale com segurança

Já mencionei neste conteúdo sobre a importância de manter a segurança no momento que apresenta suas ideias. Isso é tão necessário que resolvi dedicar um tópico apenas para essa dica. Se você não acreditar naquilo que está dizendo e no que você defende, certamente outras pessoas terão a mesma sensação, fazendo com que seus objetivos comunicacionais não sejam cumpridos.

No entanto, existem situações que você vai se sentir mais inseguro justamente por serem inéditas. A primeira apresentação de resultados para uma equipe, por exemplo, pode ser um desses contextos. Nesse sentido, treine bastante sobre os dados e informações, pense em todas as perguntas que poderão surgir durante o debate e fale com propriedade. Afinal, ninguém ali entende mais do assunto apresentado do que você mesmo, concorda?

Pratique bastante

Você percebeu que há alguns pontos que devem ser melhorados? Pratique mais! Sou adepta ao feedback para todas as situações, pois eles permitem que possamos evoluir de acordo com as percepções de outras pessoas. Por essa razão, peça a alguma pessoa mais próxima para avaliar como foi a sua apresentação, ou até mesmo seja aberto para ouvir de algum colega quando você defender suas ideias de maneira mais agressiva ou não adequada para o âmbito profissional.

Preocupe-se com a dicção

A dicção e a pronúncia são importantes não apenas para transmitir os seus pontos de vista de maneira clara e precisa, como também para facilitar o entendimento. É possível melhorar esse quesito com exercícios simples, como a leitura de textos em voz alta, além de praticar alguns exercícios que contribuam para a sua entonação.

No entanto, caso você tenha algum tipo de característica que exija o acompanhamento de um profissional específico, não hesite em ter esse cuidado de perto.

Sintetize o que vai dizer

É possível ser mais objetivo em suas apresentações e conversas no ambiente de trabalho — característica importantíssima! Ao demonstrar objetividade, certamente haverá um maior entendimento por parte de seus colegas. Além disso, outro ponto que também pode influenciar o seu tom de voz profissional está relacionado com os vícios de linguagem.

Grave algumas de suas apresentações e analise determinadas falas que você usa com frequência. A partir disso, treine para evitá-las em suas próximas apresentações. Isso influenciará em sua rotina, uma vez que vai se comunicar de forma mais precisa com os colaboradores da mesma equipe que você, contribuindo para o seu sucesso profissional e para o de sua área.

Neste conteúdo, você pôde perceber algumas dicas importantes sobre o tom de voz profissional e como ele influencia em suas relações cotidianas no trabalho e em suas apresentações. É preciso atentar a essas questões com o objetivo de estabelecer uma comunicação mais precisa, melhorar o clima entre as pessoas com as quais você trabalha, além de contribuir para o crescimento de sua empresa e das pessoas que trabalhem próximas a você.

Gostou deste conteúdo e deseja ter contato com outros materiais sobre os quais costumo abordar em minhas apresentações e consultorias? É só ficar de olho em minha página de e-books já publicados.

Conheça também meus cursos para alavancar sua carreira profissional: https://racheljordan.com.br/cursos/

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Ministra cursos, oficinas e workshops por todo Brasil e online. É colunista da Claudia online, colaboradora de sites de comportamento e estilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *