Saiba como avaliar a percepção que você transmite e melhorá-la

Saiba como avaliar a percepção que você transmite e melhorá-la

A percepção é um fator essencial em qualquer relacionamento. O modo como você enxerga as pessoas e as situações e o jeito como é enxergado tem grande impacto nas relações.

No trabalho, não é diferente. Saber como os indivíduos o veem e fazer as adaptações necessárias é essencial para ter sucesso. No caso de líderes, posso afirmar que visão dos liderados é determinante para chegar a um bom resultado.

Mas, afinal, como avaliar e mudar a percepção que os outros profissionais têm sobre você? A seguir, eu explico como colocar tudo isso em prática e obter os melhores resultados. Confira!

 

Saiba como avaliar a percepção que você transmite e melhorá-la

 

Como fazer uma autoavaliação?

A autoavaliação é um grande exercício de conhecimento de si. Não se trata apenas de saber se você está certo ou errado, mas, sim, de entender-se de forma profunda.

Eu explico: muitos líderes sabem que devem apresentar certas qualidades, mas não compreendem a mensagem que transmitem para os liderados. Então, eles acham que estão sendo empáticos, quando, na verdade, são vistos como autocráticos, por exemplo.

A autoavaliação serve para desconstruir isso. Ela deve ser feita a partir de um levantamento de pontos fortes e fracos, bem como da visão que as pessoas têm de você. Mais do que perguntar para os seus liderados o que eles pensam, recomendo que dê atenção às reações — suas e dos outros profissionais.

Entenda se reagiu da forma desejada em certo momento ou se as pessoas ficaram com a impressão certa quando deu um feedback ou uma orientação. Não seja muito crítico consigo, mas fuja do autoperdão em excesso.

Quais fatores observar para mudar a percepção sobre a sua atuação?

Na teoria, fazer uma autoavaliação parece simples. Porém, a tarefa exige abrir mão do seu ego e buscar o que, de fato, é melhor para a sua carreira. Quando o objetivo é identificar a percepção das pessoas, é ainda mais importante agir da forma correta.

Avalie, por exemplo, como anda a comunicação com o seu time. É o último a saber sobre problemas com os liderados? O que você diz não ressoa como o esperado? Então, talvez, não seja visto como alguém que é aberto ao diálogo.

Também recomendo observar o comportamento do time. Se quando chega perto de um grupo todos param de sorrir e conversar, talvez tenham uma visão muito autoritária da sua parte — mesmo que esse não seja o seu desejo. Já se os resultados caem na medida em que dá autonomia, pode ser que eles não se sintam engajados pelo seu discurso.

Não abra mão de perguntar diretamente, ainda que com respostas anônimas, sobre o que as pessoas pensam da sua atuação. Com uma boa dose de autoconhecimento, você será capaz de identificar o que, de fato, corresponde à realidade.

Por que essa mudança é benéfica?

Frequentemente, vejo que muita gente não dá o crédito devido para a percepção. Sabe aquela história de que “a opinião dos outros só diz respeito a eles”? Pois é, esse sentimento é comum, mas não é bem assim.

O ambiente de trabalho é feito de relacionamentos e o modo como cada um é visto é determinante. Então, estar disposto a se autoavaliar e a mudar as atitudes é um jeito importante de transmitir uma mensagem melhor. Mesmo que sinta que já age adequadamente, trabalhar para passar a impressão correta faz toda a diferença.

Entre os benefícios, há a maior integração e o engajamento do time. Além disso, posso afirmar que você será visto de uma forma positiva e até mais humana pelos liderados. Isso facilita a comunicação, rompe barreiras do relacionamento e, principalmente, leva a resultados coletivos melhores.

Ao reconhecer qual é a percepção que transmite para os liderados, você poderá ajustá-la de acordo. Com isso, posso garantir que o relacionamento será favorecido, assim como os resultados obtidos.

Já que o tema tem tudo a ver, entenda como o autoconhecimento influencia a sua imagem profissional e tire suas dúvidas!

Rachel Jordan é especializada em Imagem, Comportamento e Protocolos Internacionais. Instrutora e palestrante, executa um trabalho estratégico e personalizado para empresas e pessoas que desejem melhorar sua imagem pessoal e profissional com o objetivo de se reposicionar na carreira ou se colocar de forma mais adequada nas diferentes situações do cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This