Algumas roupas que estamos acostumados a usar aqui no Brasil podem não ser tão necessárias em negociações fora do país. Por outro lado, também existem países que exigem muito mais em relação ao uso de roupa para negócios ao exterior.

Seja dentro ou fora do território nacional, a forma com que você se veste será a primeira impressão que você vai causar, por isso, pecar no dress code pode custar caro.

No Brasil, as vestimentas variam de acordo com o tipo de negócio, o que não é muito diferente fora daqui. Entretanto, algumas culturas são mais conservadoras e outras mais liberais, por isso, é preciso ficar sempre atento.

Qual o tipo adequado de roupa para viagens de negócios ao exterior

Neste post, você aprenderá como pode se vestir e o que deve ser evitado nos principais países. Siga as dicas e aprenda!

A primeira impressão é a que fica

Essa é uma expressão que ganha mais valor quando estamos falando da vestimenta na hora de uma negociação ou de uma reunião de sua empresa no exterior. Portanto, seu guarda-roupa precisa estar preparado para momentos que exijam formalidade e adequação às diferentes culturas espalhadas pelo mundo afora.

Você não precisa deixar a sua personalidade de lado, mas é bom respeitar as diferentes regras que podem existir em outros países.

É essencial que você mostre o seu valor, entretanto, chamar muita atenção para a sua roupa pode ser uma cilada, principalmente quando você quer que enxerguem seus valores profissionais.

O atual e o antiquado no dress code da América

Em países como os Estados Unidos, a tendência ao casual e confortável é cada vez maior.

Por lá, as pessoas prezam pela praticidade, característica que muitos não veem na gravata, por exemplo. Este é um dos acessórios cada vez mais retirados do dress code norte-americano.

A preferência é pelo Business Casual, que se resume em uma camisa polo e uma calça mais confortável, ou no Smart Casual, que é um pouco mais formal.

É claro que para tudo tem o momento certo e alguns ambientes ainda exigem mais requinte. Sendo assim, é importante conhecer as particularidades de cada área de negócio em sintonia com a cultura do lugar.

Outro exemplo é a Argentina. O país continua a prezar pela formalidade, por isso, é comum encontrar nos escritórios argentinos pessoas usando ternos e camisas sociais escuras ou neutras.

A Europa e suas peculiaridades de vestimentas

Na Espanha você vai encontrar diferentes regras de cidade para cidade. Algo comum em Barcelona, por exemplo, pode ser mal visto em Madrid. Para não errar na escolha da roupa, pesquise e observe o comportamento dessas pessoas em relação ao que vestem.

Em geral, os homens europeus são conservadores e usam camisas com mangas compridas, gravatas e cores escuras. Já as mulheres têm mais liberdade e podem ser mais casuais (com bom senso, é claro!).

Com exceção dos guardas do Palácio de Buckingham, no Reino Unido, a formalidade já não é exigida com tanta rigidez.

Cores mais vivas são vistas por todos os lados e o número crescente de empresas jovens muda cada vez mais o dress code no país. Mas lembre-se! A Europa é fria e uma jaqueta nunca é dispensável.

Outros países para fazer bons negócios

Alguns países são muito mais tradicionais do que outros, por isso, é preciso ter atenção redobrada quando você for preparar a roupa para negócios nesses lugares.

Confira outras dicas:

  • na China: opte pelo padrão conservador e tenha um bom relógio à mostra.

  • na Índia: use tecidos leves por causa do calor, porém pernas e braços sempre cobertos;

  • em Ghana: vista roupas formais e não use mangas curtas.

Nestes países, mostrar muito a pele pode parecer descortês e inapropriado. Por este motivo, os sapatos devem ser fechados e as meias precisam estar limpas e sem furos, pois pode acontecer de você precisar tirar os sapatos para entrar em alguns que exigem essa conduta.

Conhecer a cultura de cada país é essencial para não passar por situações constrangedoras, afinal, existem regras de etiquetas específicas até mesmo quando o assunto é roupa para negócios ao exterior. E você? Está pensando em fazer negociações internacionais e não sabe o que vestir? Conte para mim aqui nos comentários!

Rachel Jordan

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Presidente da Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI) Chapter Brasil, Rachel ministra cursos, oficinas e workshops por todo o Brasil e também cursos online. É colunista de moda da revista Claudia, colaboradora de sites de comportamento e tem um canal no Youtube, o Falando de Estilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *