Qual a importância do dress code no ambiente de trabalho?

Qual a importância do dress code no ambiente de trabalho?

Mais do que se preocupar com a sua atuação enquanto profissional, as pessoas que trabalham em uma empresa também precisam ficar atentas à sua imagem, já que ela comunica muitas coisas. Por essa razão, é tão importante conhecer o dress code da organização.

Mas, afinal, o que é dress code? Por que ele é tão importante? Por qual motivo as empresas têm dado tanto foco a esse aspecto? A resposta para essas e outras perguntas, você descobrirá no post que preparei especialmente sobre o assunto. Confira:

O que é dress code?

O dress code pode ser definido como um código de vestimenta que tem como objetivo ordenar e padronizar o visual para as diferentes ocasiões, sejam elas profissionais ou sociais.

Esses códigos de vestuário são frequentemente usados no ambiente de trabalho por diversas razões. Por exemplo: o uso de uniforme pode ser solicitado aos trabalhadores para comunicar uma imagem corporativa mais séria e facilitar a sua identificação por parte dos clientes.

Por outro lado, esse código pode ser criado com o intuito de promover a saúde e a segurança. Eis o caso daqueles profissionais que trabalham em funções perigosas. A organização precisa de uma regra para que eles utilizem roupas e acessórios de proteção.

Enfim, as organizações têm diferentes objetivos, logo, é imprescindível que os funcionários observem atentamente os colegas e o padrão interno. Isso porque esse código pode ser intrínseco — mas nem por isso menos importante.

Qual a importância do dress code no ambiente de trabalho? 

Apesar de frases que dizem que não se deve julgar um livro pela capa, isso não funciona em um ambiente corporativo. Vou explicar o porquê. O vestuário, querendo ou não, comunica uma mensagem.

Ele é responsável por refletir valores predominantes na organização. Ou seja, ele comunica a mensagem e o posicionamento da empresa perante os seus clientes e a sociedade em geral.

Mas não é só isso, pois ele também reflete a demanda externa. Por exemplo: em um local frequentado por clientes que esperam integridade e profissionalismo, o dress code provavelmente será formal.

Enfim, esses códigos de vestimenta são responsáveis por transmitir uma imagem positiva do negócio, bem como tradições defendidas pela organização. Por isso eu digo: preocupe-se sempre em se vestir adequadamente e de acordo com o seu ambiente de trabalho.

Dessa forma, você não será pego de surpresa caso haja, no meio do dia, uma reunião inesperada, um convite para conhecer um novo cliente ou até fechar um novo contrato de trabalho. Lembre-se de que a sua aparência é o seu cartão de visitas.

Como se vestir adequadamente?

A 1ª coisa para aprender a se vestir adequadamente é o bom senso. Apesar de hoje ser vetado qualquer tipo de preconceito em relação à forma com a qual a pessoa se veste, a empresa se reserva o direito de poder contratar um profissional ou mesmo mantê-lo pela forma como ele se porta. Afinal, ele é um representante e compõe a imagem da organização.

Se você começou a trabalhar em um lugar recentemente, é fundamental observar como os outros funcionários se vestem. Aliás, faça uma análise ampla, pois, dependendo da hierarquia, a formalidade aumenta.

Isso quer dizer que nem sempre você precisará usar um terninho completo em um ambiente formal, por exemplo. Por isso, confira as dicas para cada estilo a seguir:

Informal

Em ambientes informais, é permitido “ousar” mais no quesito moda, mas se lembrando sempre do bom senso — o que inclui não usar vestuários muito chamativos nem que atraiam toda a atenção para o corpo.

Evite:

  • decotes profundos;

  • roupas de festa;

  • e shorts e vestidos muito curtos.

Por mais casual que seja a permissão, o ambiente ainda é de trabalho. Logo, vale a pena investir em jeans, acessórios, peças coloridas, entre outros.

No entanto, atente-se ao seu cargo. Uma advogada, por mais informal que seja o dress code da empresa, não poderá usar determinadas roupas em órgãos públicos.

Semi-informal

Nesse caso, as empresas transitam entre o estilo casual e formal, e os profissionais precisam seguir essa regra. Por exemplo: misturar o jeans com uma camisa social ou usar roupas com modelagens mais retas, porém, com estampas.

A dica é nunca tender mais para um lado, sempre prezando pelo equilíbrio. Isso permite que você insira o seu estilo, mas sem perder o profissionalismo exigido pela empresa.

Formal

O objetivo das empresas formais é que os funcionários transmitam seriedade e credibilidade. Evitar cores muito chamativas, bem como acessórios que destoam e cortes que fujam daquela pegada séria, estão definitivamente fora de questão.

Aqui, a formalidade deve imperar, sendo que o vestuário deve ser composto por peças mais sociais, como:

  • ternos;

  • camisas sociais;

  • acessórios discretos;

  • e itens em cores mais sóbrias.

Cortes muito diferentes, que chamem muita atenção para as peças, também devem ser evitados.

Devo alertar que tatuagens à mostra e piercings, geralmente, estão vetados em empresas formais, e é importante se atentar a isso para não ter problemas futuros.

Por que investir na consultoria de imagem?

Com a alta competitividade no mercado e o público diferenciado de cada empresa, o investimento em uma consultoria de imagem é essencial. Especialmente para aquelas pessoas ou mesmo empresas que têm dificuldade em estabelecer o dress code.

O consultor será responsável por criar uma imagem e uma comunicação por meio das roupas. Para isso, ele fará uma análise apurada da organização como um todo, o que inclui:

  • os seus produtos;

  • os seus serviços;

  • a sua política interna;

  • o seu ambiente de trabalho;

  • e o seu posicionamento no mercado.

A partir disso, ele definirá o dress code de acordo com os níveis hierárquicos de profissionais da empresa.

Para finalizar, gostaria de frisar que o dress code não precisa nem deve estar ligado apenas à forma de se vestir. Ele também leva em consideração aspectos relacionados à postura, à etiqueta, ao comportamento e à comunicação interpessoal.

Espero que eu tenha te ajudado a esclarecer essa questão relacionada ao trabalho e que você tenha percebido a importância que a imagem tem como instrumento de comunicação.

Para continuar lendo posts como este, assine a minha newsletter e receba conteúdos diretamente no seu e-mail!

Rachel Jordan é especializada em Imagem, Comportamento e Protocolos Internacionais. Instrutora e palestrante, executa um trabalho estratégico e personalizado para empresas e pessoas que desejem melhorar sua imagem pessoal e profissional com o objetivo de se reposicionar na carreira ou se colocar de forma mais adequada nas diferentes situações do cotidiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This