Aplique as técnicas da programação neurolinguística no dia a dia

9 minutos para ler

Em minhas consultorias, enfatizo sempre que um profissional se destacará em suas atividades caso busque por treinamentos corporativos, desde que também enxergue a importância de se desenvolver como pessoa e de aperfeiçoar algumas práticas de seu dia a dia.

É nesse contexto que a programação neurolinguística (também conhecida como PNL) pode ser aplicada, ao aplicar técnicas que contribuirão para o relacionamento interpessoal e também para o crescimento enquanto profissional.

Pensando nisso, elaborei este conteúdo para que você entenda do que se trata esse termo, quais são os seus benefícios, além de dicas práticas de como aplicá-lo. Boa leitura!

O que é a PNL?

Inicialmente, explicarei de maneira mais aprofundada o significado da PNL. O conceito surgiu em meados do século XX, na Califórnia, e seu objetivo principal era estabelecer uma conexão entre processos neurológicos, o comportamento da pessoa e a linguagem (por meio da experiência).

Traduzindo esse significado de uma maneira mais prática à sua realidade, trata-se de um conjunto de padrões que, de alguma forma, exercerão influência sob a sua mente. Ou seja, existe uma relação bem próxima entre a mente, a linguagem verbal e a não verbal, com destaque ainda à forma como essas interações são organizadas (isto é, a programação).

Por meio dessa técnica, existe a possibilidade de:

  • compreender a individualidade de cada pessoa;
  • melhorar a imagem profissional;
  • avaliar quais são as suas necessidades pessoas e profissionais;
  • trabalhar para que o alcance desses objetivos possam ser atingidos a partir do desenvolvimento de habilidades, entre outros.

Pode parecer um pouco complicado no início, mas com exemplos práticos que abordarei ao longo do artigo, ficará mais fácil compreender. Primeiro, vamos conhecer as principais técnicas da programação neurolinguística!

Quais são as principais técnicas da PNL?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que significa a PNL, vou explicar seus princípios básicos para que fique mais claro o seu entendimento.

Rapport

O rapport é fundamental para estabelecer um vínculo com quem você está se comunicando. Independentemente se essa pessoa é de sua equipe ou um cliente, existe a necessidade de sempre manter um diálogo aberto e natural, de modo que ambas as partes possam explicar os seus pontos para atingirem objetivos em comum.

Com o rapport, isso se torna possível. Essa técnica tem suas bases na psicologia e deve contar com três elementos em um diálogo entre duas pessoas: atenção e positividade mútuas e coordenação. Colocando-a em prática, é possível ser mais empático e criar um bom canal de comunicação com os clientes.

Imagine só a seguinte situação: há um caso crítico de um cliente que você está gerenciando. Haverá uma reunião feita por call para que você entenda mais precisamente sobre o problema, de modo que possa elaborar um plano de ação para aplicar entre a sua equipe.

No início da conversa, o rapport será fundamental para estabelecer confiança em seu ouvinte. Caso você já comece o papo querendo expor sobre as situações ocorridas até aqui, ele não terá um vínculo com você, aumentando as chances de ele ficar insatisfeito com o andamento do caso.

Na PNL, o rapport é considerado um dos princípios básicos, especialmente porque abre possibilidades de a pessoa estar aberta às suas sugestões, o que contribui significativamente para o relacionamento.

Comportamento

Vou apresentar outro exemplo prático que contribui para o entendimento desse princípio da PNL. Esse mesmo cliente que apresentou insatisfação, no dia da conversa, conseguiu reagir bem à sua receptividade, justamente porque foi criada uma relação de confiança logo no início de sua reunião. Assim, vocês conseguiram traçar os principais pontos daquele projeto, criando um plano para que as situações provocadas não se repetissem.

No entanto, imagine que você estava em um dia ruim e o tratou com rispidez logo nos primeiros momentos? Certamente o resultado de todo esse processo teria sido diferente, uma vez que o comportamento das pessoas tende a ser influenciado pela adversidade.

Aí você pergunta, “Raquel, qual é a ligação que isso tem com a PNL?”. Simples! O segredo aqui vai ser justamente controlar o comportamento em situações mais complicadas, além de mudá-lo sempre que a ocasião exigir. É preciso que haja inteligência emocional para que a sua finalidade seja alcançada, além de entender como você deve agir em cada contexto.

Ancoragem

A ancoragem está diretamente ligada ao comportamento. É por meio das âncoras de seu cérebro que suas reações serão um estímulo à situação passada naquele instante.

Fora do mundo corporativo, um exemplo vai conseguir fazer com que você entenda melhor. Imagine que sempre que você visita a casa de seus pais, é feito um bolo para a sua recepção. Então, o cheirinho desse quitute preparado especialmente para o momento que você passa ali começa a se associar com emoções positivas, alegria, conforto etc.

Ou seja, sempre que você sentir o cheirinho do bolo, você terá essas sensações, independentemente de onde esteja. A ancoragem é basicamente isso: estímulos provocados por outras pessoas despertarão sentimentos em você, sejam positivos, sejam negativos.

Ponte ao futuro

A ancoragem permite que as pessoas remetam a algum acontecido passado para estímulos do presente. Já a ponte ao futuro, como o próprio nome já diz, está ligada a pontos que ainda estão por vir.

Dessa forma, em algum momento de seu dia feche os olhos e imagine qual é a situação que provocará bons sentimentos caso seja conquistada. Uma promoção? Aumento de salário? Possibilidade de ser reconhecido exercendo as suas funções?

Assim, você tem a oportunidade de sentir essas emoções, experimentar a euforia dos objetivos alcançados e adquirir autoconfiança para planejar o passo a passo para atingir essa conquista.

Ressignificação

Expliquei mais acima sobre o significado que você oferece sobre algumas situações de seu dia a dia, concorda? Há algum tempo, identifiquei em uma empresa que uma profissional estava se prejudicando justamente por ter atribuído uma certa fobia a um determinado contexto.

Sempre que precisava telefonar para algum de seus clientes, ela travava e não conseguia estabelecer um contato próximo, justamente por experiências negativas que ela passou em outro emprego.

A ressignificação é, como o seu próprio nome já diz, estabelecer um significado diferente para algum contexto, de modo que você possa se beneficiar ao longo dos anos. Assim, é preciso extrair o que existe de positivo:

  • a experiência, apesar de negativa, trouxe aprendizados? Quais?
  • Como posso aplicá-la em minha rotina para me tornar um profissional melhor?
  • Como aplicar mudanças para que situações como essas não se repitam?

Quais os benefícios de aplicar a PNL no dia a dia?

Aplicar a PNL no dia a dia traz alguns benefícios que devo destacar. A seguir, confira quais são eles!

Autoconhecimento

O primeiro deles nem está relacionado tão diretamente à sua rotina de trabalho, apesar de influenciar. É o autoconhecimento! Para estabelecer qualquer mudança em seu dia a dia, é preciso inicialmente conhecer a si mesmo, concorda? Apenas por meio desse entendimento é que novas práticas serão adotadas, além de permitir que você identifique situações não muito positivas que podem prejudicar o seu desenvolvimento.

Sendo assim, você poderá detectar mais precisamente quais são os seus pontos positivos e potencializá-los, além de aperfeiçoar os negativos.

Isso contribui para:

  • ter mais empatia com as pessoas;
  • identificar os principais padrões das pessoas próximas;
  • saber lidar com adversidades.

Desenvolvimento da inteligência emocional

Desenvolver a inteligência emocional contribui não apenas para que você possa se relacionar bem com clientes e colegas de trabalho, como também para que as suas atividades sejam feitas de uma forma mais leve.

Muitas vezes, colaboradores reclamam aos seus superiores de uma sobrecarga de trabalho que pode ser amenizada por meio do desenvolvimento da inteligência emocional. Há profissionais que, mesmo com um volume de tarefas adequado para as suas funções, perdem-se na rotina e não conseguem solucionar problemas simples, justamente porque não dividem bem as suas demandas na rotina administrativa.

Também é preciso saber se comunicar de acordo com o seu interlocutor. A forma como você se relaciona com um colega deve ser diferente da maneira como conversa e lida com familiares e amigos, até mesmo nas próprias reações.

Mais criatividade

A criatividade é uma característica muito buscada nos profissionais, independentemente de sua área de atuação. O modo como você se sai de um problema ou de uma situação embaraçosa e consegue resolvê-la é algo admirado pelos colaboradores, caso seja positivo.

As técnicas de PNL e a inteligência de se portar de maneira adequada em diferentes contextos permite justamente isso. Você terá mais flexibilidade de entender o lado do próximo, saberá se colocar no lugar dos outros e avaliar como gostaria que aquela situação fosse resolvida, além de buscar por soluções que sejam inovadoras.

A partir disso, os métodos utilizados por você poderão ser aplicados por outros profissionais, contribuindo para uma melhor experiência não apenas dos colaboradores com a empresa em si, como também da percepção que os clientes terão sobre o atendimento e a consultoria prestada.

Neste conteúdo, expliquei um pouco mais sobre o que significa a programação neurolinguística (PNL), destaquei suas principais técnicas e apresentei os benefícios de aplicá-las. Em um ambiente corporativo ou na vida pessoal, buscar por soluções que permitem uma visão mais ampla de suas ações e de como você vai reagir em diferentes situações é algo a ser priorizado, justamente devido ao fato de trazer grandes ganhos para ambos os contextos de sua vida.

Caso você queira conversar mais sobre a PNL e saber como aplicá-la no seu dia a dia, vamos marcar uma conversa para que eu possa conhecer você, de modo que a gente encontre soluções simples e práticas para aplicar o método na sua rotina.

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Ministra cursos, oficinas e workshops por todo Brasil e online. É colunista da Claudia online, colaboradora de sites de comportamento e estilo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This