[nov 19] Quais são as características mais comuns de pessoas educadas?

6 minutos para ler

Você já notou como é agradável lidar com pessoas educadas? Não temos receio de fazer perguntas e demonstrar dificuldades, pois elas exercem uma confiança e um respeito notáveis. Essas são pessoas que sabem valorizar o trabalho próprio e o do próximo. São sinceras, ativas, justas e compreensivas.

É muito importante para as imagens pessoal e profissional trabalhar a educação e aperfeiçoá-la cada vez mais. Pensando nesse importante tema, trouxe este conteúdo com as principais características das pessoas educadas. Além disso, mostro os impactos desse perfil no mercado de trabalho e levanto algumas dicas para que você mesmo aperfeiçoe essas qualidades em si. Vamos lá?

Como agem as pessoas educadas?

Respeitam a diversidade

Isso porque elas compreendem que as relações interpessoais vão além da tolerância — tolerância vem do latim tolerantĭa, que significa suportar ou sustentar. Elas, portanto, não desejam apenas suportar o outro, mas, sim, respeitá-lo em suas diferenças. 

Além disso, a pessoa educada compreende que a diversidade é essencial para não cair na zona de conforto, pois lidar com diferentes pessoas é uma ótima forma de aprender e aprimorar as estratégias de gestão. A pluralidade de perfis permite inovação: a criatividade terá mais espaço, e, por isso, o desenvolvimento de novas ideias será potencializado.

Uma pesquisa realizada pela Forbes mostrou que a diversidade é uma maneira de fomentar a inovação e proporcionar uma vantagem competitiva no mercado. A revista de negócios entrevistou 321 executivos e 85% concordaram que a diversidade é fundamental, pois a multiplicidade de vozes traz uma vasta experiência, o que pode gerar inovação em ideias, produtos e serviços.

Lidam com as pessoas de igual para igual

As pessoas educadas não veem no seu colega de trabalho um adversário. Elas enxergam um colaborador para aprender, ensinar e promover o crescimento da empresa. Essa atitude está muito ligada à humildade, palavra que, muitas vezes, tem a sua compreensão errônea, ligada a características como baixa autoestima e insegurança.

Quando você trabalha com alguém educado, é possível perceber que essa pessoa sempre trata o lado positivo de determinadas situações.

É por ter essas características que elas compreendem o processo do outro e não julgam, entendendo que todos têm o seu caminho e, por essa razão, todos devem ser tratados da mesma maneira, independentemente de sua posição social ou do cargo que ocupam.

Têm escuta ativa

Você já percebeu que ao ouvir histórias de outras pessoas, de vez em quando, sua atenção é desviada para outras questões ou mesmo problemas que você está vivenciando? É aí que você deixa de prestar atenção no outro. Situações como essas são comuns, e é necessário muito treino para entender e praticar a escuta ativa.

A escuta ativa é uma qualidade muito importante nos relacionamentos interpessoais, ao lidar com colegas de trabalho, chefes e, principalmente, clientes. Podemos definir essa qualidade como a capacidade de ouvir, compreender e garantir um diálogo eficiente com o outro.

Esse tipo de escuta trabalha confiança e empatia, diminui os conflitos organizacionais, aumenta a segurança e sempre traz algum aprendizado. Sendo assim, pessoas educadas sabem ouvir, dão o tempo necessário para que seu interlocutor transmita sua mensagem e, acima de tudo, não deixam que suas perspectivas pessoais tragam julgamentos sobre o que ouve, mantendo tudo em sigilo, sem expor o outro ou suas dificuldades.

Seguem as regras de etiqueta

A etiqueta profissional está ligada ao conjunto de normas e ações que auxiliam os funcionários a ter uma convivência harmônica. Muitas pessoas não gostam de regras e afirmam que elas tiram a liberdade. No entanto, é necessário reconhecer que elas são muito importantes. Um exemplo: se sua cidade está segura, organizada e limpa, se o trânsito funciona bem e se há acessibilidade é porque as regras estão funcionando.

Em uma empresa, a função da etiqueta é manter o ambiente de trabalho saudável. As pessoas educadas têm nas regras de etiqueta um norte para suas ações, pois essas normas, quando bem executadas, ajudam na comunicação, criam uma boa imagem e aumentam a produtividade.

Trabalham em equipe

Sabemos que o capital mais importante de uma empresa é o humano, por isso, é fundamental que os colaboradores saibam estruturar de forma eficaz o trabalho em equipe. A educação, para desempenhar esse tipo de trabalho, é fundamental. Saber ouvir, falar, agregar e valorizar todas as ideias é uma atitude que precisa de ponderação, confiança e educação.

Além disso, a pessoa educada costuma ser boa na liderança. As equipes lideradas com educação são mais calmas, ágeis e organizadas. Nesse tipo de liderança, não há um tom de voz agressivo, mas, sim, de confiança; não há palavras de desrespeito, mas, sim, de motivação. A pessoa educada, portanto, sabe como trabalhar em grupo e, principalmente, como liderar.

Como o autoconhecimento pode ajudar?

O autoconhecimento é uma qualidade significante para um profissional que deseja fazer a diferença. Quando a pessoa conhece a si mesma, ela sabe identificar seus bons hábitos e aperfeiçoar aqueles que não estão dentro do padrão. Esse é um processo que começa pela mudança em si, em suas crenças e suas percepções.

Quando falamos em pessoas educadas, é importante destacar que elas sempre estão fazendo o exercício do autoconhecimento, questionando-se sobre os pontos a seguir.

  • Quais são minhas principais dificuldades?
  • Quais são minhas grandes habilidades?
  • Por que determinado comentário me causou incômodo?
  • Por que fiquei satisfeito com aquela ação?
  • Como posso melhorar o meu trabalho e minhas relações pessoais?

Para quem tem vontade de melhorar e trabalhar o autoconhecimento, eu indico o mindfulness, uma técnica de meditação e atenção plena. Assim, você poderá exercitar todas as características indicadas acima e, além disso, a autogentileza, fazendo com que você compreenda e ame a si mesmo.

Muitas boas ações são inspiradas e colocadas em prática por pessoas educadas, por isso, elas tendem a crescer naturalmente na carreira. Se você aliar autoconhecimento e cooperativismo, sua imagem passará por grandes transformações pessoais e profissionais.

Gostou do assunto e quer continuar sendo inspiração para seus colegas de trabalho? Baixe o nosso e-book: Guia Completo de Imagem e Comportamento Profissional!

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Ministra cursos, oficinas e workshops por todo Brasil e online. É colunista da Claudia online, colaboradora de sites de comportamento e estilo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This