O que é adaptabilidade e como desenvolvê-la? Eu explico para você!

6 minutos para ler

Suas competências técnicas na área em que você trabalha são muito importantes, mas não são mais um diferencial. Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, em constante transformação, a capacidade de acompanhar as mudanças tem sido apontada pelos recrutadores como a característica mais procurada em candidatos.

Nesse contexto, aprender o que é adaptabilidade e como aprimorar essa característica se tornou um imperativo para quem deseja alcançar posições mais altas na carreira.

A mudança é uma das poucas certezas no mundo atual. Por isso, saber lidar com ela e ter uma atitude positiva, buscando novas oportunidades, é um elemento desejável na vida e na atuação dentro das empresas. Aceitar as mudanças e entender como lidar com elas proporciona bem-estar em todos os aspectos da vida de quem é mais flexível.

Para que você entenda como a adaptabilidade funciona, quais as vantagens de adotar essa postura e como se desenvolver para ser mais flexível, preparei este artigo. Continue a leitura e se atualize!

O que é adaptabilidade?

Adaptabilidade é a característica de quem consegue se adaptar a diversas situações, mesmo as completamente inesperadas. Ela é muito importante para as relações pessoas e profissionais, fazendo parte do conjunto de habilidades que constitui a inteligência emocional.

Quem é adaptável encara mudanças e imprevistos sob um viés positivo, enxergando novas possibilidades e oportunidades. Por ser um processo de lidar com o incômodo inicial da mudança de forma produtiva, é considerada uma característica comum das pessoas que têm bastante autoconhecimento.

No livro Get There Early. Sensing the Future to Compete in the Present (Chegue lá mais cedo. Prevendo o futuro para competir no presente), de 2007, ao tratar da competitividade, o autor Bob Johansen definiu o mundo em que vivemos como “mundo VUCA”. Em inglês, as palavras que compõem o termo (volatilitym uncertainty, complexity and ambiguity) têm o seguinte significado:

  • volátil: a mudança é constante, dinâmica e não existe, necessariamente, continuidade nos processos;
  • incerto: como não há previsibilidade em relação às mudanças, as probabilidades são inúmeras e há sempre um senso de surpresa e perplexidade;
  • complexo: há muitas variáveis que interferem nas mudanças que acontecem na vida das pessoas, na atividade das empresas e nas dinâmicas regionais e globais. É muito difícil que algo mude por causa de um único fator;
  • ambíguo: há tantas questões diferentes interagindo ao mesmo tempo, muitas vezes até mesmo de maneiras opostas, que interferem na capacidade de analisar e ler a realidade. A tendência é que pontos de vista completamente opostos coexistam e interfiram no mundo.

Como é possível imaginar, alguém adaptável navega com muito mais facilidade pelas peculiaridades do mundo VUCA. Saber lidar com esses aspectos tem tido cada vez mais relevância na carreira das pessoas.

É importante ressaltar que essas mudanças afetam diretamente as empresas, que também buscam se tornar mais adaptáveis. Assim, a busca por profissionais que tenham essa característica se torna uma questão estratégica no cenário atual.

Por isso, quem quer enriquecer sua vivência profissional precisa ter em mente que ser um profissional adaptável é o caminho mais recomendado.

Por que é importante ser um profissional adaptável?

Na gestão de carreiras, já se discute que o chamado Quociente de Adaptação (QA) é mais importante que o tradicional conceito do Quociente de Inteligência (QI). Isso acontece porque um empregado ou executivo extremamente inteligente, mas que entra em crise e não reage bem diante de situações inesperadas, tem pouco valor no cenário que descrevemos no tópico anterior.

Assim, o QA passou a ter destaque como o indicador do sucesso pessoal e profissional em longo prazo. Pensando nisso, é importante buscar compreender que é adaptabilidade e como se tornar mais adaptável, pois há vários benefícios relacionados a essa característica, tais como:

  • o fato de que essa é uma característica desejada por recrutadores, especialmente para ocupantes de cargos com maior poder decisório nas empresas;
  • possibilidade de viver de forma mais tranquila, sabendo que a mudança é parte natural do mundo, reagindo de forma positiva aos novos cenários;
  • aumento das possibilidades de sucesso na carreira, pois ser adaptável abre novas oportunidades fora do que seria tradicionalmente proposto;
  • influência positiva nos relacionamentos pessoais e profissionais, já que a pessoa adaptável busca alternativas, diálogo e aceitação mútuas, resolvendo conflitos com maior inteligência emocional;
  • intensificação de características positivas como a curiosidade, coragem e resiliência;
  • maior propensão a investir em aprendizado constante, se atualizando e conseguindo maior mobilidade na carreira.

Como desenvolver essa característica?

Como estamos falando de uma habilidade, é plenamente possível treinar para ser alguém mais adaptável. Estamos falando das pessoas normalmente classificadas como “mente aberta”, que se mantêm numa postura de curiosidade e observação constantes perante o mundo a seu redor.

Para conseguir trazer mais adaptabilidade para sua vida e carreira, é importante dar atenção aos seguintes pontos:

  • se esforçar para ouvir novos pontos de vista, participando de atividades coletivas e desenvolvendo uma visão que acolhe diversas perspectivas;
  • buscar autoconhecimento para saber identificar suas emoções perante a mudanças e como trabalhar as novidades por um viés mais positivo;
  • investir em conhecimento, aprendendo sobre novas áreas, inovações do mercado e mantendo a curiosidade acesa;
  • questionar suas crenças, exercendo o senso crítico e identificando crenças limitantes;
  • ousar mais na carreira, aceitando novas oportunidades, promoções e projetos fora de sua zona de conforto;
  • manter uma postura positiva, mesmo nas crises, buscando identificar novas rotas e oportunidades para a empresa e para sua carreira;
  • assumir o papel de aprendiz constante, buscando aperfeiçoamento de forma proativa, como base do plano de gestão de sua marca pessoal;
  • buscar auxílio de pessoas positivas, que se interessam em compartilhar conhecimentos e auxiliar os colegas em seu desenvolvimento pessoal;
  • procurar auxílio em programas específicos para o aprimoramento profissional, como consultorias e mentorias de carreira.

Descobrir o que é adaptabilidade e se esforçar para se tornar um profissional mais flexível são ações cada vez mais bem-vistas no mercado de trabalho. Se preparar para mudanças e modificar sua mentalidade, aceitando novos aprendizados e assumindo mais riscos, é fundamental para quem quer desenvolver essa habilidade.

Por fim, saiba que é possível aprender a ser mais adaptável, o que trará muitos benefícios para sua vida e carreira. Vale a pena investir!

Agora que você entendeu como a adaptabilidade interfere na sua vida profissional, aprenda também sobre as soft skills e como desenvolvê-las!

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Ministra cursos, oficinas e workshops por todo Brasil e online. É colunista da Claudia online, colaboradora de sites de comportamento e estilo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This