Saiba o que é e como usar a linguagem corporal no trabalho

Saiba o que é e como usar a linguagem corporal no trabalho

Em tempos de alta competitividade no mercado corporativo, um bom profissional sabe e reconhece o valor da linguagem corporal no trabalho. Porém, muitas pessoas, apesar de já terem ouvido falar, ainda não entendem plenamente qual a função dessa importante ferramenta de comunicação. Sem saber, esses profissionais podem estar boicotando possíveis oportunidades na carreira e até mesmo passando uma imagem diferente da que gostariam para seus chefes e colegas de empresa. Por isso, no post de hoje você vai entender a importância da imagem que seu corpo transmite no ambiente de trabalho. Confira!

Afinal, o que é a linguagem corporal?

A linguagem corporal é composta por gestos e expressões que fazemos com o corpo e o rosto. Ao serem vistas por alguém, elas são capazes de demonstrar como estamos nos sentindo. A postura, distância com o interlocutor e até mesmo os movimentos dos olhos são ferramentas que o nosso corpo utiliza para se comunicar com o mundo exterior e, por isso, devemos prestar muita atenção em tudo o que fazemos.

Para quem duvida da veracidade dessa linguagem, ela já foi investigada por diversos cientistas, como Charles Darwin, Albert Mehrabian e Ray Birdwhistel. Pare e pense: quando ainda não existiam palavras e línguas, como nós nos comunicávamos? Como os demais animais se comunicam? Como o ser humano é capaz de fazer saber seus sentimentos a outros animais, como cachorros, por exemplo, se eles não falam a nossa língua?

A resposta, é claro, passa pelos nossos movimentos. Essa é uma prova cabal de que a linguagem corporal é muito mais importante do que a verbal, e está enraizada em nossa existência. Albert Mehrabian, em sua famosa pesquisa, chegou a conclusão de que apenas 7% da comunicação dos seres humanos é determinada pelas palavras. Já a linguagem corporal é responsável por 55% dessa contagem.

Ok. Agora que você já entende a dimensão do valor da expressão corporal, que tal aprender a usá-la a seu favor no trabalho? Muitas vezes, ela pode ser o diferencial que vai te proporcionar aquela promoção tão desejada. No mínimo, você será visto como um profissional melhor e vai conquistar mais respeito dos colegas. Vale a pena, não é mesmo?

Qual a linguagem corporal adequada no trabalho?

Rosto

O primeiro passo para ter uma linguagem mais efetiva no ambiente profissional é prestar atenção à sua expressão facial. Ela pode indicar que você está entediado, especialmente se você estiver fazendo a famosa “cara de paisagem”. É preciso ter muita cautela com isso e, sempre que possível, mostrar interesse com quem está falando com você. Quando estiver com algum chefe, por exemplo, procure manter a expressão facial com um leve sorriso (se a ocasião permitir, é claro) e demonstrando autoconfiança.

Postura

Outro ponto que também interfere na forma como você se expressa é a postura. Ombros caídos, que podem aparecer após um dia de trabalho muito cansativo, demonstra desânimo. Obviamente, nenhum chefe gosta de ver o empregado com pouca energia diante dos desafios da empresa, não é mesmo? Por isso, fique sempre com a coluna alongada e quando perceber que está se curvando, corrija sua postura imediatamente.

Caminhar

Ao andar, a coluna alinhada também pode ser sua amiga na caminhada ao cargo mais elevado. Um bom líder, profissional sempre requisitado pelo mercado de trabalho, tem um caminhar suave, de cabeça erguida. O olhar fica nivelado e cada passo é dado com um propósito, em direção à próxima reunião. Para atingir esse objetivo, é interessante evitar carregar peso demais e objetos desnecessários, pois eles prejudicam a mobilidade e a postura. Ou seja: deixe bolsas e pastas na sua mesa e leve consigo somente os documentos que precisar.

Conversar

Seu chefe veio até a sua mesa debater algum assunto importante? Salve os arquivos e dê a ele toda a atenção de que precisa. É muito mais educado pedir um minuto para desligar uma ligação, por exemplo, do que tentar conciliar as duas coisas. Essa atitude deve se estender a todos os colaboradores da empresa, pois escutar o que as pessoas têm a dizer aumenta a confiança que elas depositam em você.

Sentado

Quando estamos em uma mesa, seja utilizando o computador ou analisando um documento, podemos deixar os ombros tensos e a coluna torta, colaborando para uma imagem corporal estressada e desanimada. Alivie a tensão nos ombros rotacionando-os lentamente e corrija a postura. Se precisar melhorar a concentração, vale arcar a coluna para trás e voltar à postura novamente antes de se dedicar à sua tarefa.

Postura em reuniões

As reuniões são o momento mais importante para quem almeja mais credibilidade no ambiente profissional. Elas colocam você em contato direto com chefes, clientes e pessoas de outros departamentos, que podem ser cruciais na sua trajetória na empresa. Por isso, além de estudar muito bem os assuntos que serão tratados, vale a pena se dedicar à linguagem corporal.

Ao entrar na sala, mantenha a postura ereta e deixe a mão direita livre para cumprimentar as pessoas. Quando estiver falando, cuidado com as mãos: tente gesticular apenas o necessário para não demonstrar nervosismo. Tenha uma caneta bonita e um bloco de notas ou agenda para fazer anotações importantes, mas não fique rabiscando, pois isso revela falta de atenção. Por fim, sempre prefira sentar ao lado do seu chefe, como uma forma de apoiá-lo.

Quais são as dicas para mudar a linguagem corporal?

Uma boa forma de melhorar rapidamente o que o seu corpo está expressando por você é ficar de olho no que não deve ser feito em cada situação. Confira algumas dicas rápidas:

  • Nunca olhe as pessoas por cima: olhar nos olhos é uma forma de demonstrar atenção e indica confiança.

  • Evite posturas tensas: se necessário, vá ao banheiro e respire para se acalmar. Você também pode fazer alongamentos para relaxar a postura.

  • Suas mãos não devem fazer gestos desnecessários. Na dúvida, coloque ambas em cima da mesa e não fique olhando para elas. Olhe para o interlocutor ou para a apresentação.

  • Prefira um semblante tranquilo. Receber as pessoas com contato visual e uma leve inclinação para ela também demonstra interesse.

Quer se aprimorar ainda mais na arte da linguagem corporal no trabalho? Compartilhe sua experiência no espaço de comentários! Participe!

Rachel Jordan é especializada em Imagem, Comportamento e Protocolos Internacionais. Instrutora e palestrante, executa um trabalho estratégico e personalizado para empresas e pessoas que desejem melhorar sua imagem pessoal e profissional com o objetivo de se reposicionar na carreira ou se colocar de forma mais adequada nas diferentes situações do cotidiano.

Comments (2)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This