Com a chegada do verão, temos que rever nosso guarda-roupa para nos adequarmos ao calor. Repensar os looks casuais e para saídas pode até ser fácil, mas quando temos que escolher a roupa de trabalho, essa tarefa pode ser um pouco mais complicada.

Para montar os looks que você usará no dia a dia, é importante levar alguns fatores em conta. Entre eles está o comprimento das peças, uma vez que as roupas usadas para trabalhar precisam aparentar uma certa seriedade.

Foi pensando nisso que separei algumas dicas práticas para você reorganizar sua roupa de trabalho sem errar! Acompanhe!

Saiba por que é importante prestar atenção no comprimento da roupa de trabalho

Muitas empresas definem um dress code, ou seja, ditam o que seus funcionários devem vestir. Se você trabalha em um local que não exige apenas o uso de calça, pode aproveitar para ficar mais confortável no verão e variar os looks, usando vestidos e saias.

Porém, vale ressaltar que mesmo que seja liberado o uso dessas peças, você deve se ater ao comprimento delas. 

Conheça a regra do comprimento para saias e vestidos

A regra do comprimento dessas roupas é super básica e fácil de decorar: use as peças na altura dos joelhos, e no máximo, cinco dedos acima deles.

Essa dica também é útil para quem gosta de usar peças de alfaiataria, já que alonga a silhueta e dá um ar mais clássico ao look. Se você trabalha em uma empresa que tem um dress code mais descontraído e pode variar ainda mais nas peças, tente seguir a regra do comprimento também para não correr o risco de mostrar demais.

Teste para saber se o comprimento está certo

Se você não consegue definir se a saia ou vestido estão muito curtos, sente-se e preste atenção no quanto o comprimento da peça sobe. Não se esqueça que o ideal é que o comprimento não fique mais do que cinco dedos acima dos joelhos.

Saiba quais são os tipos de peças que você deve evitar usar no trabalho

É melhor evitar usar peças que sejam muito justas, decotadas e que chamem muita atenção — roupas com muitas cores, estampas e aplicações, por exemplo.

Preste atenção também quando separar uma peça com renda para ir trabalhar. Por mais que esse seja um material delicado, pode dar muita transparência ao look, chamando a atenção de forma errada.

Entenda como ter um guarda-roupas de trabalho incrível

Eu sempre digo que, ao contrário do que muitas pessoas pensam, conseguir uma boa aparência e conquistar um guarda-roupas incrível não é ter infinitas peças — mas, sim, as roupas certas! Se você tem dúvidas de como pode atingir esse objetivo, é preciso entender quais itens não podem faltar para montar um armário básico mas que, ao mesmo tempo, tenha classe. 

Vou confessar que, na verdade, o segredo para ter um estilo diferenciado para o trabalho não é realmente um segredo e, sim, uma fórmula. Isto é: um conjunto de peças que vão combinar entre si e que valem para o ano todo, sem sair de moda

Por essa razão, selecionei as principais dicas para que você tenha um guarda-roupas incrível. Confira!

Camisas clássicas

Vou começar com um item coringa e que, particularmente, não falta entre minhas peças: camisa de botões branca. Ela é uma ótima roupa de trabalho porque compõe um visual limpo e profissional, além de combinar com praticamente qualquer acessório. 

Além disso, você pode diversificar com outras cores. Se bater aquela dúvida sobre com qual outra peça combinar, aposte em tons sobre tons ou tons monocromáticos, pois são composições elegantes e ousadas ao mesmo tempo, trazendo sofisticação para o seu look. 

Você sempre fica com dúvidas se determinada cor combina ou não com sua pele? Anote minha dica! Prefira tons neutros, como cinza, bege, marinho ou o pretinho básico. Outra opção sensacional e que também passa sofisticação sem esforço algum, são as peças em tons de uva, marsala ou vinho. 

Vale a pena, ainda, ter versões diferentes de camisa para o trabalho. Você pode optar pela branca clássica, de gola padrão e mangas compridas (que eu particularmente acho um charme), mas pode ter uma em outra cor e de tamanhos diferentes, que vão até a metade do antebraço, ou as de mangas curtas. 

Você pode investir também em camisas com botões em tamanhos e estilos diversificados. Recomendo esse truque porque ele tem a capacidade de dar o status de que a peça é diferenciada e com informação da moda. Tenha cuidado apenas se a opção combina com o seu biotipo e perfil.  De nada adianta a camisa ser bonita se ela não tiver nada a ver com você, não é verdade?

Calças

As calças são peças essenciais em qualquer armário. Além de confortáveis, constroem um visual polido. A grande vantagem dessa roupa de trabalho é que tem de todas as formas, tecidos e cores. Contudo, a escolha precisa ser eficiente, e o número deve ser adequado ao seu perfil. 

Nesse sentido, há duas excelentes sugestões, que são as calças de corte slim — não muito largas e nem muito justas —, e os modelos de boca reta. Além disso, algumas mulheres preferem aquele visual geralmente proporcionado pelas calças flare, versão atualizada da boca de sino, que também são boas opções!

Por fim, outro tipo de investimento que pode ser feito sem medo algum é nas calças pantalonas, geralmente produzidas em alfaiataria. Esses modelos são femininos e transmitem imagem de pessoas bem-sucedidas e poderosas. 

Não se esqueça que essa escolha, para ser elegante e profissional, depende do tipo de sapato. Calças pretas e cinzas, por exemplo, exigem uma certa criatividade na hora de decidir pelos calçados. 

Terceira peça

A terceira peça pode ser o componente ideal para você criar uma roupa de trabalho incrível! Blazers, por exemplo, são perfeitos para um evento importante em um ambiente que exige mais profissionalismo. 

Em relação à cor e à textura, considere as calças e saias que vão ajudar a compor o visual. O preto e o marinho, como eu já disse, vão bem com qualquer outra peça. Mas se você tende a comprar saias e calças mais lisas, tente combinar o blazer com uma textura, digamos, mais divertida, como o tweed. 

Um outro item que também proporciona um efeito parecido ao do blazer é o colete, principalmente se for elaborado com um tecido de linho e que tenha um bom corte. Inclusive, no verão pode ser um investimento perfeito para substituí-lo.

Ah, e esse uso não se restringe aos dias quentes, tudo bem? No inverno, especialmente se você apostar em modelos mais compridos, ele alonga a silhueta e ainda tem um efeito emagrecedor. 

Acessórios

Para escolher aquele acessório perfeito, sempre indico ficar atento quanto ao clima do ambiente. Se você estiver em um local mais formal, é melhor apostar em uma roupa de trabalho mais discreta. Ou seja, preferir brincos de no máximo 3 centímetros. É possível fazer uma combinação que seja incrível, mas que não tenha extravagâncias. 

Se o clima for descontraído, você pode optar por um acessório que seja mais chamativo, abusando um pouco das cores. Tenha atenção, apenas, quanto ao senso, pois ele é um importante aliado para a escolha eficiente dessas peças.

Esses itens que compõem o visual não podem ser usados com exagero: nem grandes demais e nem em muita quantidade. Portanto, prefira brincos simples, em formato de botão de ouro, pérola, prata etc., que são clássicos e harmonizam facilmente com tudo. 

Os esmaltes também podem trabalhar como aliados para uma composição harmônica. Tons de nude, puxados para o pastel, além dos vermelhos queimados, são os que mais me agradam. Os vermelhos fortes e fluorescentes eu deixo fora da lista por chamarem muita atenção, além dos desenhos e aplicações. 

Apesar de eu transmitir algumas dicas como essas, não existem regras fixas. O importante mesmo é que você tenha em mente qual a imagem deseja passar. Além disso, utilizar acessórios que combinem com o seu tipo físico contribui para que você transmita a elegância, sofisticação e segurança necessárias. 

Roupas sociais

As roupas sociais são muito comuns no mercado financeiro, em escritórios de advocacia e para administradores. Nesse sentido, sempre afirmo que o melhor é apostar em camisas sociais, calças de alfaiataria (como disse logo acima), além de tailleurs. 

As mulheres podem optar por um vestido tubinho, além de colocar um lenço de seda no pescoço para completar o look e quebrar a seriedade, sem deixar de lado o estilo. É legal escolher tons mais escuros e que complementam uns aos outros, e também optar por estampas minimalistas. 

A partir da leitura deste conteúdo, você pôde entender melhor sobre o comprimento ideal da roupa de trabalho, além de ficar por dentro de dicas essenciais para que você saiba o estilo certo para cada situação. Ao compor os seus looks, não se esqueça de optar por aqueles que oferecem conforto para o seu dia a dia e, claro, passem uma imagem profissional para os seus colegas de trabalho, gestores, parceiros e clientes. 

Você trabalha em um ambiente informal e não sabe como ser descolada o suficiente nesses locais? Não se preocupe! Leia meu artigo sobre o assunto e não deixe de conferir as dicas para ser descolada na medida em ambientes informais de trabalho. Boa leitura!

 

Rachel Jordan

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Presidente da Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI) Chapter Brasil, Rachel ministra cursos, oficinas e workshops por todo o Brasil e também cursos online. É colunista de moda da revista Claudia, colaboradora de sites de comportamento e tem um canal no Youtube, o Falando de Estilo.

1 Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *