Como ter um bom posicionamento profissional? Descubra aqui!

9 minutos para ler

Eu acredito que ter um bom posicionamento profissional está profundamente ligado à capacidade do indivíduo de transmitir uma imagem pessoal em harmonia com as suas habilidades no ambiente de trabalho. Em outras palavras, não basta apenas ter um currículo ou cursos de qualificação que impressionem, é necessário ter comportamentos e atitudes que expressem de maneira correta a pessoa que você é e que causem uma impressão de credibilidade.

Não estou afirmando que a experiência profissional ou cursos na sua área de formação sejam algo dispensável no dia de hoje, muito pelo contrário. Tenho certeza que são diferenciais importantes em um processo seletivo ou mesmo para conseguir uma promoção. O que quero dizer é que um bom posicionamento na sua carreira depende de outros pontos, que muitas vezes são ignorados pela maioria dos profissionais.

Existe uma série de fatores que contribuem para a construção de uma imagem adequada ao ambiente profissional no qual você deseja ascender em sua carreira e todos eles estão, direta ou indiretamente, relacionados à sua forma de comunicação. Quando falamos em comunicação, estamos indo além da capacidade de oratória, de argumentação e da comunicação escrita. Estamos falando das ideias que você transmite visualmente, ou seja, da comunicação não verbal.

Para saber mais sobre a comunicação não verbal e a relação dela com o seu posicionamento profissional, continue a leitura deste artigo. Nele, falarei também sobre várias dicas práticas de como agir no dia a dia e obter o sucesso que você deseja.

Entenda a importância da comunicação não verbal

A comunicação não verbal é aquela que pode ser percebida por meios que vão além da fala. Entre elas, podemos citar a aparência física, os gestos, as expressões faciais, as posturas corporais e até mesmo a distância física entre os participantes de uma conversa.

O conjunto dos atos que compõem a comunicação não verbal influenciam positivamente ou negativamente as impressões que as pessoas têm de você, podendo inclusive contradizer aquilo que você está expressando verbalmente. Posso citar como exemplo um caso em que a pessoa se dirige a um público dizendo que está feliz por participar de um evento, mas que demonstra tédio ou mesmo desânimo em sua fisionomia.

Outros fatores, como entonação e altura da voz, também são capazes de criar uma imagem a seu respeito. Portanto, é importante observar a sua linguagem corporal e verificar se ela está condizente com as ideias que você deseja transmitir no ambiente profissional, ou seja, observar se a sua forma de comunicação por meio da linguagem verbal e da não verbal estão afirmando a mesma ideia ou se estão se contradizendo.

Veja algumas dicas práticas para um bom posicionamento profissional

Agora que você entendeu como funciona a comunicação não verbal e a importância dela para um bom posicionamento profissional, vou passar sete dicas práticas de comportamento que ajudarão você a valorizar a sua imagem pessoal no trabalho e obter melhores resultados na sua empresa. Confira!

Cuide da sua aparência

O primeiro passo para ajudar a melhorar a sua comunicação não verbal é cuidar da aparência. A sabedoria popular diz que a primeira impressão é a que fica, contudo, sabemos hoje em dia que é possível, sim, fazer uma mudança de imagem e despertar a atenção dos gestores para o nosso trabalho por meio de uma mudança de atitude.

Quando falamos de aparência, devemos levar em conta a escolha certa da roupa a ser utilizada no ambiente de trabalho. E quando falamos em se vestir adequadamente, não estou me referindo a comprar roupas caras e de determinadas grifes: é preciso adequar o seu estilo ao tipo de empresa em que você está atuando.

Algumas empresas têm um dress code, ou seja,  um conjunto de regras daquilo que se pode ou não vestir dentro da empresa. Por exemplo, uma empresa pode oferecer restrições a roupas muito curtas e decotadas para mulheres, ou exigir o uso de terno para os homens. Já outras empresas podem ter um clima mais informal e o uso de paletó e gravatas pode causar uma impressão de formalidade excessiva e em desacordo com a imagem que ela deseja passar ao seu público.

Portanto, observe atentamente se a sua empresa tem ou não um dress code. Caso as regras de vestimenta não sejam claras, observe o estilo adotado pelos gestores da empresa. É importante estar atento também aos cuidados básicos com higiene pessoal, como unhas limpas e bem cuidadas, corte de cabelo adequado, uso de maquiagem apropriado ao ambiente de trabalho (no caso das mulheres), entre outros fatores.

Quem sentir dificuldade na hora de escolher roupas que sejam adequadas ao trabalho e estejam em acordo com a sua personalidade pode fazer uma consultoria de imagem pessoal. Por meio dessa consultoria, é possível ter um controle maior sobre a impressão que você causa nas outras pessoas, harmonizando a sua imagem e identidade.

Aja com naturalidade

É muito importante ficar atento à sua expressão facial, à postura corporal e aos gestos que você faz com as mãos durante a conversa para não transmitir impressões erradas para as outras pessoas. Alguns gestos e expressões podem dar a sensação de raiva, medo, irritação, insegurança, agitação, nervosismo ou outros sentimentos que não são interessantes transmitir durante uma conversa de trabalho.

Entretanto, isso não significa que você deve agir como se fosse um robô ou uma pessoa que não tem sentimentos. É necessário, antes de tudo, agir com naturalidade para que a sua conversa não pareça artificial e que as pessoas não desconfiem de você. Afinal, os seus colegas de trabalho ou o seu gestor perceberão que você está agindo de um modo “estranho”.

Seja participativo

Não se limite a fazer apenas as suas obrigações dentro da empresa. Seja participativo e colabore quando uma nova tarefa ou oportunidade surgir no seu ambiente de trabalho, ajude outros colegas em dificuldades e dê sugestões que possam melhorar o dia a dia de outros colaboradores.

Pessoas que têm atitudes e iniciativas, mesmo sem a solicitação dos superiores imediatos, costumam ser bem-vistas no local de trabalho e tendem a conseguir um posto de chefia com mais facilidade. Afinal, as pessoas que conseguem as melhores posições de trabalho geralmente são ousadas, não têm medo de fazer novos serviços e resolvem os problemas antecipadamente.

Construa um bom relacionamento interpessoal

Um bom relacionamento interpessoal é um fator determinante na construção da sua imagem. Por isso, seja educado com todos dentro da empresa, independentemente do nível hierárquico que eles ocupem. Ou seja, construa bons relacionamentos não só com os gerentes, mas também com as pessoas que trabalham na limpeza, o ascensorista do elevador e principalmente todos aqueles com quem você trabalha diretamente no dia a dia.

Não se esqueça de que os eventos sociais da sua empresa também são importantes para ampliar o seu networking e aumentar as chances de crescimento profissional. Assim, sempre que possível, participe de eventos corporativos, de festas de confraternização de fim de ano, das festas de aniversário de colegas de trabalho e de outras reuniões em que você possa ter um contato maior com as pessoas que você já conhece e conhecer outras pessoas que podem ajudar no seu crescimento.

Seja pontual

De nada adianta ser um bom profissional, se você não está no local de trabalho quando o expediente inicia ou se você não entrega o serviço dentro do prazo estipulado pelo seu gestor. A pontualidade é um indicador importante de responsabilidade e tem um peso muito grande no momento de ser escolhido ou não para um cargo importante.

Cuide da sua reputação

Outro fator importante na construção da sua imagem é a sua reputação dentro da empresa. A sua reputação tem a ver com atitudes éticas no trabalho, como não atribuir a você mesmo a ideia de um outro colega, não participar de ou espalhar fofocas sobre os outros funcionários da empresa, não fornecer informações sigilosas para outras empresas, entre outros comportamentos que podem fazer com que você seja mal visto no ambiente corporativo.

Saiba como se comportar em diversas situações

Conhecer regras de etiqueta faz toda a diferença na construção da sua imagem profissional. Saber evitar gafes à mesa durante aquele jantar com representantes da empresa ou ter um comportamento adequado em uma viagem de negócios são alguns exemplos de situações em que você deve saber como agir para não estragar boas oportunidades de se destacar dos demais colegas de profissão.

Por fim, podemos afirmar que a construção de uma imagem pessoal positiva envolve tanto a aquisição de bons conhecimentos da sua área de atuação quanto uma excelente capacidade de comunicação e expressão corporal. É importante saber como escolher as palavras certas para cada ocasião, assim como é importante saber como se vestir, ter uma postura corporal correta e prestar atenção aos seus gestos e expressões durante as conversas de trabalho.

E então, gostou dos meus conselhos sobre como se comportar para ter um bom posicionamento profissional, gostaria de se aprofundar mais no assunto e ter uma consultoria personalizada, isto é, voltada para a sua realidade? Entre em contato hoje mesmo e descubra as soluções que tenho para oferecer a você.

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Ministra cursos, oficinas e workshops por todo Brasil e online. É colunista da Claudia online, colaboradora de sites de comportamento e estilo.

Posts relacionados

Deixe um comentário

Share This