Vivemos em sociedade, o que significa que nos relacionamos com pessoas o tempo todo. No ambiente profissional, as interações são necessárias para a qualidade das atividades diárias, o sucesso da empresa e a boa convivência.

O seu comportamento no trabalho é fundamental para que comunicação e produtividade andem lado a lado. Nesse sentido, a hora do café é um ótimo momento para potencializar a convivência com os colegas.

É sobre isso que conversaremos hoje. Vamos em frente?

Invista na convivência profissional

Assim como no seu círculo social, o espaço corporativo também necessita de diálogos positivos e sintonia com o que está acontecendo no mundo e no seu setor de negócios — ou seja, do seu talento para lidar com pessoas e da sua capacidade de construir amizades.

Portanto, socializar é a palavra de ordem. Os benefícios pessoais e profissionais são muitos. Mesmo conectado às tecnologias, é importante não dispensar um momento para aquele “olho no olho”. E mais: acompanhada de uma xícara de café, a prosa, como dizem os mineiros, fica boa demais da conta!

A hora do café e o comportamento no trabalho

Como ter um bom comportamento no trabalho?

Defina seus intervalos

Você pode gostar muito de um cafezinho, mas não dá para chamar todos para acompanhá-la a toda hora. Determine um horário pela manhã e um à tarde para se reunir com os seus colegas. Caso exista um intervalo estabelecido pela empresa, procure respeitá-lo e compartilhá-lo com os demais.

Saia do seu local de trabalho

Pegar sua xícara de café e levar para sua mesa não ajuda. O ideal é que você e seus colegas tenham um lugar mais “íntimo e democrático”. Melhor ainda se tiver cadeiras e mesas para que todos fiquem mais confortáveis.

Por falar em café, você sabia que 14 de abril é o dia internacional dessa bebida?

Converse sobre temas positivos

A importância da hora do café é tão grande que mereceu diversos estudos. Os resultados indicam que esses períodos promovem o crescimento da cultura do ambiente e da produtividade. Além disso, aliviam o estresse e ajudam na solução de tensões organizacionais.

Assim, mantenha uma conversação “para cima”. Apoie, peça orientação, fale de planos, dê dicas de boas opções de lazer, relembre aquele almoço de final de semana e troque experiências!  

Evite excluir alguém

O comportamento no trabalho e a qualidade da sua convivência com os colegas não obriga você a ter afinidade com todos. Mas isso não significa que esses com os quais não existe maior proximidade devam ficar fora da lista de relacionáveis. Pode ser que, com o tempo, a afinidade se construa.

Incentive o trabalho em equipe

Ao mesmo tempo em que você socializa, é importante incentivar a aproximação de todos para que possam se entrosar e obter bons resultados num esforço comum. Boas relações ajudam a quebrar barreiras e fazer com que as pessoas vejam as outras com um novo olhar.

Socialize sem perder o foco profissional

A socialização é indispensável para os pactos pessoais e profissionais de amizade, confiança e produtividade. Seja uma ótima pessoa, acessível e amiga. Por outro lado, não perca de vista suas responsabilidades como profissional: cuide do seu comportamento no trabalho, valorize a sua imagem e o respeito que os colegas têm por você.

Agora é só me convidar para um café com vocês!

Gostou do tema deste post? Quer saber mais sobre ele? Minha sugestão é a leitura do artigo 6 maneiras de como se comportar na empresa.

Rachel Jordan

Rachel Jordan é uma referência no mercado brasileiro de Consultoria de Imagem e Comportamento. Presidente da Associação Internacional de Consultores de Imagem (AICI) Chapter Brasil, Rachel ministra cursos, oficinas e workshops por todo o Brasil e também cursos online. É colunista de moda da revista Claudia, colaboradora de sites de comportamento e tem um canal no Youtube, o Falando de Estilo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *